Boyhood: Momentos de Uma Vida – O filme que demorou 12 anos a fazer

0

Boyhood,  o filme que demorou 12 anos a fazer.

O filme Boyhood: Momentos de Uma Vida é um truque de magia cinematográfica que, em pouco mais de duas horas e meia, nos permite assistir a 12 anos na vida da família de um rapaz de 6 anos. O realizador Richard Linklater começou este projeto no ano de 2002 e, surpreendentemente, não alterou qualquer dos atores durante 12 anos. Richard foi filmando diferentes cenas por cada ano, de modo que cada ator envelheceu naturalmente ao longo do filme.

Cartaz de Boyhood

Cartaz de Boyhood

Boyhood é construído como uma longa história que salta de ano em ano muito rapidamente, através da interpretação impressionante dos atores Patricia Arquette (da série Médium), Ethan Hawke, Lorelei Linklater e o jovem Ellar Coltrane. Utilizando os mesmos personagens, sem duplos, maquilhagem, nem qualquer técnica especial, o realizador mostra-nos a passagem dos anos de uma família. Vemos o envelhecimento de um jovem desde os tempos da escola primária até a entrada na universidade e podemos assistir à paternidade precoce de um jovem casal e a sua entrada na meia-idade. Por esta ideia tão louca, o realizador Richard Linklater já é um dos cineastas independentes que fez história.

Os filmes com papeis para o mesmo personagem, em idades diferentes, utilizam tradicionalmente processos complexos de maquilhagem, efeitos especiais sofisticados e atores diferentes. Boyhood é uma surpresa impressionante neste capítulo.

Patricia Arquette, Ellar Coltrane, Lorelei Linklater e Richard Linklater

Patricia Arquette, Ellar Coltrane, Lorelei Linklater e Richard Linklater

Contudo, quem pretende ver este filme, não deve esperar que aconteçam grandes histórias nas vidas destas pessoas. Em Boyhood, temos apenas momentos tão banais quanto os que nós experimentamos durante a adolescência. Durante o desenrolar do filme, nada de especial acontece, além de uma vida a passar. Vemos personagens bêbados, entregas de presentes, namoros e, em vez de grandes melodramas ou tragédias, as pessoas seguem adiante, tal como se esperaria. Mas surpreendentemente, a profundidade desse desenrolar de anos em ininterrupto é o que nos toca. Poderíamos perfeitamente estar a assistir a um filme da nossa vida.

Boyhood não é então um filme tradicional e não oferece uma história estruturada ou um enredo rico. Em vez disso, é uma experiência única de uma progressão real e natural do tempo numa família, captados de uma forma íntima e comovente, através da simplicidade de histórias do dia a dia. A originalidade do Boyhood estende-se além do que vemos no ecrã e este filme é grande e vasto ainda que pequeno e íntimo.

Comparação de idades

Comparação de idades

Apesar de, na verdade, não nos oferecer nada de mais, a não ser a vida, há a certeza de que será recordado como um marco na história do cinema e terá muitas possibilidades de ser lembrado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográfica na hora de escolher os nomeados para melhor filme de 2014. É um filme a não perder.

Vejam o trailer de Boyhood: Momentos de Uma Vida.

Share.

Leave A Reply